Municipios
PUBLICADO EM 05/01/2018 ÀS 23:30
Prefeitura de Palmeira traça estratégias para melhorar a água na zona rural
"A nossa preocupação é com a seca e com a água que as pessoas estão tomando” diz Júlio Cezar
Foto: Assessoria
Da Assessoria

O verão chegou com muita intensidade. E, apesar de a Prefeitura de Palmeira dos Índios ter realizado várias ações como limpeza de barragens e barreiros e ter água reservada em poços artesianos, a qualidade da água que a população vai beber nesse período é a grande preocupação do prefeito Júlio Cezar. Nesta quinta-feira (4) ele se reuniu com o coordenador municipal da Defesa Civil Flávio Emílio para discutir as estratégias a serem traçadas, no sentido de melhorar a potabilidade da água, por meio da Operação Carro Pipa do Exército.

De acordo com Flávio Emílio, as comunidades de Boa Sorte, Baixa da Lama, Sítio Quadrado, Boa Vista da Cal, Correias, Tabacaria I e II e Bebedouro serão as primeiras a serem contempladas com a Operação do Exército, este ano. “Essas comunidades já estão sendo atendidas pela Operação Pipa do Exército, que a prefeitura conseguiu reativar. Agora, estamos conversando com a Defesa Civil Estadual, pois Palmeira dos Índios está dentro do decreto de situação de emergência, e temos mais de cem povoados, sítios, logradouros, distritos e comunidades, para que até fevereiro, tenhamos uma definição de quando a operação civil começa a funcionar nas regiões que mais precisam”, disse o coordenador.

Segundo o prefeito Júlio Cezar, cerca de 90% das áreas da zona rural, prováveis de serem atingidas com a estação mais seca, deverão ser atendidas pela operação da Defesa Civil. “E o restante fica por nossa conta. Não vamos deixar ninguém sem o acesso à água potável e de qualidade. Vamos fazer testes laboratoriais para verificar se a água está apta para consumo e tudo para evitar que a gente tenha um novo surto de diarreia, como aconteceu no ano passado e em outros anos. A gente pede que a população tenha cuidado ao consumir a água de barreiros, por conta do veneno que se usa. Pedimos que fervam a água, usem hipoclorito e tomem as devidas medidas para evitar doenças. A nossa preocupação é com a seca e com a água que as pessoas estão tomando”, completou o prefeito



Comentários
Os comentários abaixo são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Todo Segundo ou de seus colaboradores.
Topo
© Copyright 2018 - Todo Segundo, O maior portal de notícias do Agreste e Sertão de Alagoas