Roberto Gonsalves
PUBLICADO EM 10/03/2017 ÀS 23:31
Eleição para o Senado vai dividir grupo situacionista em Arapiraca
Prefeito Rogério Teófilo vai apoiar Téo Vilela enquanto Severino Pessoa e a vice-prefeita Fabiana Pessoa fecham com Marx Beltrão
Foto: Divulgação
Por Roberto Gonçalves

A eleição 2018 para o Senado já foi iniciada, o senador Renan Calheiros (PMDB) já anunciou sua peregrinação pelos 102 municípios de Alagoas e faz criticas ao projeto de reforma da Previdência. Os nomes colocados na disputa são dos senadores Renan Calheiros, (PMDB) e Benedito de Lira (PP) ex-governador Teotônio Vilela Filho (PSDB) e do ministro do Turismo Marx Beltrão (PMDB).
 
Essa mobilização do senador Renan Calheiros tem uma motivação, tem uma explicação, uma pesquisa interna realizada pelo PMDB,  no Estado revelou a situação do ex-presidente do Senado, nada confortável para sua reeleição.
 
Em Arapiraca a eleição para o Senado divide o grupo situacionista liderado pelo prefeito Rogério Teófilo (PSDB) que tem compromisso com o ex-governador Teotonio Vilela Filho, presidente estadual do PSDB. Quem deve seguir no apoio ao ex-governador é o deputado estadual Rodrigo Cunha (PSDB) O deputado estadual Severino Pessoa que teve participação decisiva na eleição de Teófilo tem compromisso político com o ministro do Turismo e deputado federal licenciado, Marx Beltrão (PMDB) que já anunciou que vai para a disputa de uma das duas vagas no Senado em 2018.  São quatro fortes candidatos para duas vagas.
 
A disputa pelos votos será acirrada

Nesse projeto político de Marx Beltrão segue a vice-prefeita Fabiana Pessoa (PSC) e a vereadora Sinielza Pessoa (PSD) que assumiu a vaga no Legislativo de Arapiraca no lugar da titular, veradora Aurélia Fernandes (PSB). O deputado estadual Ricardo Nezinho (PMDB) deve seguir no apoio a reeleição do senador Renan Calheiros.  Existe a possibilidade de Nezinho, disputar uma das nove vagas para a Câmara dos Deputados numa articulação do PMDB estadual. O deputado estadual  Tarcizo Freire (PP) fica no apoio a reeleição de Benedito de Lira. O senador pepista desde o ano passado vem sendo fiel aliado de Freire.
 
Posição de Dudu Albuquerque ainda é duvidosa

A dúvida em 2018 é quanto a posição política do ex-deputado estadual Dudu Albuquerque que que indicou a esposa como secretária municipal de Ação Social na gestão de Rogério Teófilo. Comanta-se nos bastidores que Dudu deve indicar o filho Breno Albuquerque candidato a deputado estadual em 2018. O deputado estadual Severino Pessoa, após a eleição de Teófilo, não está tendo limites nas suas pretensões políticas em 2018.
 
Na gestão de Teófilo, o parlamentar tem amplos poderes, inclusive o comando de importantes pastas do governo a exemplo da Educação e da Saúde. Pessoa deve disputar um mandato de deputado federal e indicar a esposa vice-prefeita Fabiana Pessoa para ocupar sua vaga na Casa de Tavares Bastos.
 
Marx Beltrão pode emigar para o PSD
O PMDB que tem o senador Renan Calheiros como líder do partido no Senado publicou uma nota em que garante o espaço para que Marx Beltrão seja candidato, numa dobradinha com Renan ao Senado, no entanto, após a publicação da nota, o ministro   nem viu, nem ouviu, muito menos respondeu aos posicionamentos do senador Renan Calheiros.

Na nota, assegura que “O PMDB não só garante a candidatura do ministro Marx Beltrão, como apoiará sua candidatura a uma das duas vagas ao Senado nas eleições de 2018. O partido também trabalhará, desde já, a candidatura de Joaquim Beltrão para a Câmara Federal. Marx Beltrão, aliás, em todos os contatos mantidos com a direção peemedebista teve a confirmação deste propósito que fortalecerá mais ainda o PMDB.
 
Em silêncio e sem comentar a nota do PMDB e o possível apoio de Renan Calheiros à sua candidatura ao Senado, o Ministro parece mesmo é estar esperando a Janela de desfiliação para emigar para o PSD de Gilberto Kassab. O Ministro tem conciência de que se não for do interesse de Renan sua candidatura no PMDB não avança.. E se sair do PMDB, Marx Beltrão dará uma grande baixa no partido do governador Renan Filho e do senador Renan Calheiros.
 
Acostumado a fazer sucessivas articulações políticas em ano das eleições, Renan Calheiros está sendo obrigado a reformular seus conceitos e estratégias. Mesmo antecipando o processo, Renan tem buscado outras situações. Dessas, a articulação do ministro Marx Beltrão, para ser candidato ao Senado em 2018, é a que mais tem preocupado Renan, não só pela sua decisão,, mas pelo que poderá representar se for aliada ao grupo de Kassab, Téo, Rui e Biu em Alagoas.



Comentários
Os comentários abaixo são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Todo Segundo ou de seus colaboradores.
Topo
© Copyright 2018 - Todo Segundo, O maior portal de notícias do Agreste e Sertão de Alagoas