Politica
PUBLICADO EM 16/09/2017 ÀS 10:35
Câmara de Arapiraca “lava as mãos” sobre apreensão de tratores
Equipamentos públicos eram instrumentos privado para a pratica da política assistencialista de vereador
Foto: Divulgação
Por Roberto Gonçalves

Câmara de Arapiraca “lava as mãos” no esquema da apreensão dos tratores A Mesa Diretora da Câmara Municipal de Arapiraca preferiu “lavar as mãos” e silenciar diante do escândalo da apreensão de dois tratores da Prefeitura de Arapiraca que estavam em poder do vereador Sérgio Fábio Nunes (PPS) o Sérgio do Sindicato. Os equipamentos agrícolas públicos eram instrumentos privado para a pratica da política assistencialista do vereador para trocar favores com os agricultores familiares por votos conseguindo ser o mais votado na eleição de 2016 com 5116 votos.

Câmara “lava as mãos” 02.

A pratica com a conivência e a complacência da gestão anterior foi um sucesso e se não cortam, Sérgio do Sindicato tinha pretensões de dar um voo  mais alto e sair em 2018 candidato a deputado estadual. Nenhum dos vereadores aliados do vereador se pronunciou em sua defesa. Segundo noticias chegadas ao blog uma reunião fechada chegou a ser realizada na sala da presidência, no entanto o que foi conversado, até o momento é mistério. Na próxima eleição, Sérgio do Sindicato terá que criar outras alternativas para se continuar no poder.

A criatividade na busca de votos
A criatividade de políticos arapiraquenses para ganhar votos é fantástica e até faz escola na política de Alagoas. O folclorico ex-vereador e ex-deputado estadual Cícero Valentim quando candidato a vereador por Arapiraca dava primeiro a tampa da panela de pressão e quando conferia o voto após a eleição, dava a panela. Anos depois, sofisticou a pratica da política assistencialista para trocar votos. Adquiria uma faixa de terra e dividia em terrenos com cinco metros de frente e oito metros de fundo para trocar por votos. Essa pratica formou o bairro Frei Damião na periferia de Arapiraca.

“Chovendo no molhado”
O ex-governador Teotonio Vilela Filho decidiu entrar na disputa para uma das duas vagas no Senado em 2018. Anunciando o que fez vem participando de alguns guias do PSDB na TV. Em um dos guias o narrador fala se referindo ao partido do ex-governador tucano, dando a entender que ele seria o responsável por trazer mais de 100 indústrias para Alagoas, entre elas a Pointer, fábrica de cerâmicas, que está localizada no Polo de Marechal Deodoro.

“Chovendo no molhado” 02
O problema é que a indústria na verdade foi inaugurada pelo governador Renan Filho (PMDB) Vilela quando governador, consegui a vinda da indústria para o estado, mas quem acabou ficando com o privilégio da entrega da empresa que gerou emprego, foi o governador peemedebista, que por sinal só entregou essa fábrica durante a sua gestão no polo de Marechal Deodoro região metropolitana de Maceió.

O desabafo do técnico Vica
“Avalio com muita tristeza, porque tenho grandes amigos em Arapiraca e um carinho muito grande pelo ASA, ” foi dessa forma que o técnico Vica avaliou a queda do time alvinegro para a série D do Campeonato Brasileiro, numa entrevista ao programa Resenha Esportiva, da RNN, com o comunicador Claudio Barbosa. Na entrevista ao programa, Vica também falou sobre a dívida existente com ele, relacionada com sua última passagem no comando técnico do clube. “O acordo não foi cumprido e fui obrigado a ir na Justiça”, desabafou. “Esse é um assunto que lhe deixa chateado” completou.

Pé fora do PSDB
O ex-governador Teotonio Vilela Filho (PSDB) sempre que pode diz que não acredita que o deputado estadual Rodrigo Cunha (PSDB) e o prefeito de Maceió, Rui Palmeira (PSDB) saiam do ninho dos tucanos. O deputado estadual Rodrigo cuja atuação é só criticar o governo,não estaria tão satisfeito com os rumos que o seu partido vem tomando, principalmente no âmbito nacional. Essa atuação nada republicana estaria incomodando o deputado, que não fala em sair do partido no momento, mas cobra uma postura diferente da agremiação política. Deixando aberta a possibilidade de sair do PSDB no ano que vem, quando é aberta a janela partidária.

Festa da Colheita
Arapiraca realiza no próximo dia 30 a 1ª Festa da Colheita, evento que terá entrada franca e acontecerá na Avenida Elvira Barbosa Lopes, no bairro Itapoã. Quatro apresentações culturais marcam a estreia da Festa, com o  Coco dos Gomes, o Afoxé Povo de Exú, a dupla Nego Aboiador e Antônio Sobrinho e o forró de Severo da Mata Limpa e Seu Regional. Dezenas de famílias já estão sendo beneficiadas com o projeto Agricultura Urbana, realizado em parceria com os agricultores familiares e a Festa da Colheita vai ser a ápice dessa iniciativa.

Casal vai pagar indenização
O juiz Nelson Tenório de Oliveira Neto, do 5º Juizado Especial Cível e Criminal da Capital, condenou a Companhia de Água e Saneamento de Alagoas - Casal a pagar R$ 2 mil, por danos morais, a uma senhora que teve o fornecimento de água de sua casa cortada duas vezes em 2016. De acordo com a autora processo, a companhia cortou o fornecimento no dia 30 de junho de 2016, e a segunda vez no dia 19 de dezembro de 2016. Nas duas ocasiões, o pagamento já teria sido realizado, embora com atraso.

Persistindo
Um dos principais líderes do “centrão” na Câmara Federal, o deputado federal Arthur Lira (PP) insiste em levar pra frente mesmo enfrentando grandes alterações em relação à proposta inicial – o “distritão”. A essa altura, a mudança nas regras eleitorais dificilmente passará a tempo hábil de valer para as próximas eleições em 2018. Ainda assim, Arthur Lira por sua atuação em defesa do distritão poderá enfrentar dificuldades para articular coligações proporcionais nas eleições de 2018.

REAGINDO

O presidente do PRTB em Alagoas, advogado Adeilson Bezerra avisa que conseguiu reunir dirigentes de pelo menos outros nove partidos com o objetivo de “isolar” Arthur Lira: “Esses partidos já assumiram o compromisso de não participar de nenhuma coligação onde o Arthur estiver no próximo ano. Com isso, esperamos, ele terá dificuldades de fechar uma coligação para viabilizar sua eleição”, avisou Adeilsom Bezerra.

MP investiga supostas irregularidades em Canapi

O Ministério Público de Alagoas (MP-AL) está investigando supostas irregularidades na utilização de recursos do precatório do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (Fundef) pela prefeitura de Canapi, em Alagoas. De acordo com a publicação, não há documentação das despesas referentes a dezembro de 2016. A informação foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE).



Comentários
Os comentários abaixo são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Todo Segundo ou de seus colaboradores.
Topo
© Copyright 2017 - Todo Segundo, O maior portal de notícias do Agreste e Sertão de Alagoas