Perfil
É Formado em Jornalismo pela Escola de Comunicação Assis Chateaubriand, Rio de Janeiro. DRT-Al – 746 e Radialista Profissional DRT -Al – 333. É membro efetivo da Associação Alagoana de Imprensa – (AAI) Membro da Academia Arapiraquense de Letras e Artes. Ocupou o cargo de Diretor Regional do Sindicato dos Radialistas Profissionais do Estado de Alagoas no período de 1996 á 1998 atuou na Radio TV Popular na função de Redator, e é autor do livro, Marques da Silva - A Morte Anunciada.
Roberto Gonsalves
PUBLICADO EM 05/12/2017 ÀS 15:44
Relatório da CGU e investigações da PF podem minar duas fortes pré-candidaturas em Arapiraca
Teófilo agora tem em mãos uma ferramenta que pode complicar e minar de vez o projeto político de Célia Rocha de chegar a Assembleia
Foto: Divulgação
Por Roberto Gonçalves

Um relatório que investiga a aplicação dos recursos federais na Prefeitura de Arapiraca nos exercícios financeiros de 2015 e 2016, gestão da prefeita Célia Rocha (PTC) foi entregue pelo superintendente da Controladora Geral da União (CGU) José William Gomes da Silva  ao prefeito Rogério Teófilo (PSDB). De acordo com a assessoria, o gestor tucano anunciou que tomará todas as medidas legais e administrativas cabíveis com dados da CGU e que em seguida encaminhará o resultado das apurações aos respectivos órgãos federais.

Ex-aliado de Célia Rocha, que quando no poder, abriu caminhos para Rogério Teófilo conquistar dois mandatos de deputado estadual e um de federal, Teófilo agora tem em mãos uma ferramenta que pode complicar e minar de vez o projeto político de Célia Rocha de chegar a Assembleia Legislativa Estadual. Mas, nesse episódio político, Rogério Teófilo não está totalmente inocente e deve fazer uma reflexão, teve aliados seus e até o irmão, Ricardo Teófilo, no primeiro escalão da gestão da ex-prefeita, até o último dia do seu comando a frente da Prefeitura de Arapiraca em 2016.

Severino Pessoa alvo da Operação Sururugate

O deputado estadual Severino Pessoa (PSC) aliado politico do prefeito Rogério Teófilo e que já anunciou que é pre-candidato a deputado federal,em 2018.  Juntamente  com 11 deputados estaduais deverão ser ouvidos pela Polícia Federal (PF) durante cumprimento das diligências da Operação Sururugate. A operação, que teve início em março deste ano, investiga um suposto esquema de desvio de recursos da Assembleia Legislativa de Alagoas (ALE), por meio de servidores fantasmas, muitos deles com cadastro no programa Bolsa Família.

Ao todo, o prejuízo aos cofres públicos, causados pelos desvios cometidos no período de 2010 a 2013, podem chegar a R$ 150 milhões. A investigação, que conta com a atuação de auditores da Controladoria Geral da União (CGU) e da Polícia Federal, está na fase final. Após essa etapa, o inquérito será encaminhado para o Ministério Público Estadual. Severino Pessoa está no segundo mandato na Casa de Tavares Bastos, já foi vereador por Arapiraca e sua esponsa, Fabiana Pessoa (PSC) é vice-prefeita de Arapiraca e pré-candidata a deputada estadual em 2018.

É fato evidente que a ex-prefeita Célia Rocha é uma forte liderança política na região Agreste e em Arapiraca, mas não possui foro privilegiado como o deputado estadual Severino Pessoa, a busca do poder pode levar  a ex-prefeita para a disputa e Severino Pessoa ao sonho de chegar a Câmara dos Deputados em 2018, na esperança da blindagem. Ambos conseguirem  seus objetivos é outra história. “O tempo será o senhor da razão”.



Comentários
Os comentários abaixo são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Todo Segundo ou de seus colaboradores.
Topo
© Copyright 2017 - Todo Segundo, O maior portal de notícias do Agreste e Sertão de Alagoas