Perfil
É Poeta, radialista profissional (reg.3059 - DRT-PE) e escritor. Onze livros de poesias e crônicas publicados. Premiado Pelo Ministério da Cultura em 2009 com o Projeto Cultural Minha Imaginação é um Poema. Estudou Radiojornalismo, Francês e Filosofia. Membro efetivo da Associação Alagoana de Imprensa Reg.678 Fundador da Rádio Olho d'Água FM e criador do Projeto Música na Escola e ex-seminarista. Show-man. Em 2011, premiado pelo Blog do Poeta, como o melhor Portal de Noticias de Bom Conselho - PE
Cláudio André
PUBLICADO EM 28/11/2017 ÀS 16:57
Quem deve ser a mulher do ano, Anita ou a professora que deu a vida pelos alunos em MG?
A inversão de valores no nosso País
Literalmente nosso País perdeu as estribeiras. Tudo o quanto é ruim tomou o lugar do que é bom. Como vamos acreditar que esse é o País ideal que vamos deixar pra nossos filhos, netos, bisnetos, etc., para que eles sejam felizes?
Num Brasil que a mulher do ano é Anita, quando na verdade, tivemos o exemplo de uma professora em Minas Gerais que deu a vida pelos seus alunos na escola que o porteiro tocou fogo, será que evoluímos como seres humanos?
Num Brasil que Anita vai ganhando uma "verba bem gorda" para cantar o Hino Nacional e o faz com erros, totalmente alheia de significados, é assim que teremos brasileiros brilhantes? Não temos pessoas que realmente fizeram história ou fazem e não poderiam ser o centro das atenções?
Num Brasil que a corrupção "sucumbi a todos" e com o jeitinho brasileiro fica-se impune, que esperança devemos ter?
Num Brasil que roubar é sinônimo "delação premiada e de prisão domiciliar" com direito a todas as tecnologias e regalias, o que vamos dizer aos nossos filhos quando perguntarem se tem justiça?
O que vamos esperar de um País, onde o policial que foi preparado para defender a sociedade é morto pela bandidagem e os Direitos Humanos ficam a favor do crime?
Que País é esse onde certos e determinados pastores vendem o céu por lotes, como se eles fossem os donos?
Que País é esse que certos "lobos" vestidos de "cordeiros", se transformam ao estarem no poder, perseguindo, mentindo, agredindo as pessoas que não aceitam seu sistema maquiavélico?
É esse o País que queremos?
Está aí escancaradamente a inversão de valores que batem à nossa porta. Cabe a nós, a cada dia, sabermos ter inteligência de discernirmos o melhor para oferecer a nossos filhos e filhas no futuro.
Pense bem!



Comentários
Os comentários abaixo são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Todo Segundo ou de seus colaboradores.
Topo
© Copyright 2017 - Todo Segundo, O maior portal de notícias do Agreste e Sertão de Alagoas